O Maestro

UBIRATAN MARQUES

Natural de Salvador, Bahia, Ubiratan Marques é pianista, compositor, arranjador e maestro de música sinfônica. 

 

Tendo iniciado seus estudos como autodidata em 1983, ingressou na Universidade Federal da Bahia em 1986, em Salvador, quando estudou Composição com Ernest Widmer, Lindenberg Cardoso e Agnaldo Ribeiro. Mais tarde, em 1994, já na Universidade Livre de Música Tom Jobim, em São Paulo, estudou Instrumentação, Orquestração e Arranjo, além de Piano Popular, com Roberto Faria, Cyro Pereira e Hans-Joachim Koellreutter, entre outros. 

 

Professor, sua vida docente se iniciou em 1998 na Universidade Livre de Música Tom Jobim, experiência que se estenderia por 10 anos, até seu retorno a Salvador, quando fundou o Núcleo Moderno de Música, suporte ao desenvolvimento de aproximadamente 500 profissionais e berço para o surgimento da Orquestra Afrosinfônica.

Ainda em São Paulo, na década de 2000, fundou junto ao Projeto Guri a Orquestra Zumbi dos Palmares, trabalho sinfônico voltado à cultura negra que lhe permitiu atuar como regente dirigindo jovens de 8 a 18 anos. Essa experiência foi retomada em 2011 com a introdução do ensino de instrumentos de orquestra a jovens da rede municipal de ensino de Camaçari, Bahia, formando e dirigindo a Orquestra Sinfônica Popular Brasileira jovem e adulta. 

 

O Maestro segue dirigindo a Orquestra Afrosinfônica e a Orquestra Sinfônica Popular Brasileira. Em 2015, incursionou no formato da orquestra experimental de câmara com formações variadas, a que deu o nome Asè Ensemble.

 

Neto da Mãe de Santo Guiomar Carolina, de Belmonte, no sul da Bahia, o Maestro tem como traço marcante de sua obra a influência da música ancestral africana.

VIDEO.png

 Entrevista com o Maestro Ubiratan Marques

VIDEO.png

Ensaio do Maestro Ubiratan Marques para o show de Mateus Aleluia | TCA - Salvador - 08/05/2018